BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Floreiras: dicas e cuidados


Dê uma olhadinha em alguns cuidados para montar um espaço cheio de flores em casa. 

O primeiro passo é a escolha do recipiente. As floreiras mais indicadas são as  de cerâmica são mais porosas e não deixam as raízes úmidas.
As floreiras de  plástico são leves e podem ser transportadas com facilidade, no entanto, esquentam bastante e podem ressecar as raízes.



As de cimento são muito pesadas e indicadas para locais maiores, espaços externos, por exemplo, é o ideal.
Se a preferência for por vasos, escolha modelos que tenham furos embaixo para drenagem.


A dica é  evita pintar os recipientes para não impermeabilizar os materiais. 
O próximo passo será escolher entre mudas ou sementes. A  primeira opção tem a vantagem de ter uma implantação mais rápida,  as flores já são plantadas e prontas para embelezar seu jardim, sua casa. 






A desvantagem é que mudas, já floridas, irão durar menos  e seu custo é maior.O ideal é usar flores que exijam a mesma quantidade de luz e de água. Quando as características são muito diferentes o crescimento e floração ficarão prejudicados.

Já se a escolha for por  sementes, a vantagem é o baixo investimento, porém o crescimento pode ser lento e dependente de muitos fatores externos. 
A dica é evitar colocar a semente direto na floreira. O plantio deve ser feito em uma  bandeja ou sementeira e ser replantada após ser germinada.

Usar sempre terra adubada (rica em nutrientes como fósforo e potássio) e também irá  ajudar no desenvolvimento da planta. 

Qual flor escolher ?



As espécies que permanecem  floridas o ano todo são as preferidas como:: érica, alisson (flor-de-mel), onze-horas, gerânio, jasmim-amarelo, flor-de-coral, violeta, azulzinha, cravina, azaleia, rosa, rabo-de-gato, amor-perfeito e begônia.