BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Bonsai

O bonsai teve origem da China e seu nome, que é uma palavra japonesa, significa “uma árvore em um pote”.


 Há mais de mil anos atrás, ele começou a ser cultivado e era chamado de pun-sai. As pessoas acreditam que, naquela época, estavam tentando criar árvores no formato de animais, como dragões, cobras, pássaros e outros animais que são muito valorizados na cultura chinesa. Árvore em Bandeja. Esse é o significado dos conhecidos bonsais árvores pequenas de origem chinesa que são plantadas em vasos rasos.






O cultivo desses arbustos, nos últimos 20 anos, tem atraído admiradores de todos os lugares do mundo. E não é de se admirar, já que, além de serem muito belas, essas pequenas árvores são fáceis de cultivar.

Esse hábito de cultivar bonsais chegou ao Japão por meio de monges budistas, que consideravam que ele era um símbolo da harmonia entre a natureza, o homem e a alma. Com isso, o formato das árvores mudou de dragões e serpentes para pequenas árvores delicadas, que trazem paz, harmonia e equilíbrio.



Bonsai é uma planta em miniatura, uma replica artística da planta de tamanho natural. O Bonsai apresenta as mesmas características de uma planta natural, como: os efeitos produzidos pela gravidade, crescimento e amadurecimento.
Além de ter um significado artístico, tem também um significado espiritual, significa a aproximação do homem com a natureza. 


Não existem provas do local de origem do Bonsai, existem varias histórias onde tenha sido realmente este local.


Acredita-se que já era cultivado na China, desde 200 A.C. O Bonsai estava diretamente ligada a religião, era reservada somente a nobreza. Os monges entravam na natureza para ter mais contato com a natureza, e com isso foram descobrindo espécies de árvores pequenas.

No começo eles levavam essas á árvores pequenas (que eram chamadas de árvores – anãs) para serem cultivadas em casa e nos templos, em vasos. Depois com o passar do tempo foram sendo criadas técnicas para aprimorar a forma das plantas, com essas técnicas a árvore poderia ficar com aparência de velha e com frutos, mais sem crescer (seria uma miniaturização das plantas).




No período entre 1192 d.C. e 1333 d.C. na Era Kamakura, o Bonsai foi levado ao Japão por monges chineses. No Japão o Bonsai ganhou um ar mais popular, os japoneses deram perfeição ao Bonsai, eles criaram muitas técnicas de cultivo e muitas formas novas de Bonsai.



O Bonsai chegou ao Brasil junto com os primeiros imigrantes japoneses. Logo ganhou muitos admiradores, plantas nativas brasileiras começaram a serem usadas para o Bonsai. Os tipos de plantas mais utilizados como Bonsai são as de caule lenhoso, em geral plantas de folhas pequenas, e no caso das frutíferas, são preferíveis as de frutos pequenos. Muitas dessas árvores são frutíferas, portanto, em determinadas épocas do ano é possível admirar o seu bonsai todo cheio de flores.



Cuidados

Para ter um bonsai é preciso muita dedicação, segundo os orientais, as podas e os cuidados com a planta devem ser feitos em estado de meditação e momentos de tranquilidade. Isso fará  sua árvore mais forte.












Na hora de escolher o bonsai, você deve pensar se ele será cultivado dentro ou fora de casa. Há diversas espécies da planta e, dependendo das condições de cuidado, elas ficam extremamente frágeis. Se você optar por uma variedade que pode ser mantida em ambiente interno, coloque-a perto de uma janela com sol, porém sem exposição direta. Ao contrário das árvores normais, o bonsai não suporta o calor e precisa de umidade. Sempre preste atenção para que a terra não fique completamente seca.



Também tome cuidado com o vento, pois os bonsais não são muito resistentes a frio e geadas, por exemplo. A água utilizada para regar deve ser da chuva e, caso não seja possível armazená-la, pegue a água da torneira e deixe repousar por cinco dias. Isso fará que o cloro se dissipe e não cause manchas na planta.
Quem quer um bonsai para deixar no jardim deve preocupar-se em deixá-lo num local com sombra, como embaixo de uma árvore grande, e num ambiente no qual a umidade seja alta. Essa variedade externa não é tão frágil quanto à cultivada dentro de vasos em casa, mas necessita das mesmas condições que as árvores maiores precisam.



Para plantar uma muda que futuramente se tornará um verdadeiro bonsai, a primeira coisa que deve ser feita é fixar um arame no buraco de drenagem do vaso, o qual deve ter cerca de 2/3 do tamanho da base da planta. Em seguida acrescentam-se algumas britas ao vaso. Para que apresentem o tamanho pretendido, na maior parte das vezes as plantas devem ter 2/3 do comprimento de suas raízes cortadas. Depois disso, basta acomodar a planta e completar o vaso com terra.

Um dos cuidados com bonsais mais importantes para deixá-los bonitos e saudáveis é a rega, que deve ser feita até duas vezes ao dia nas épocas mais quentes. Já nos dias normais, regar de dois em dois dias é o suficiente. O ideal é que o substrato do bonsai esteja sempre úmido, mas nunca encharcado.


A luminosidade é outro ponto muito importante para o cultivo dessas plantas. Contudo cada espécie apresenta uma necessidade diferente de iluminação. Por isso, o ideal é que, antes de comprar a árvore, especialistas da área sejam procurados. Caso já tenha o bonsai, duas dicas são essenciais para saber se a quantidade de luz está adequada: caso as folhas estejam bastante escuras, pode ser um sinal de que estão precisando de mais iluminação. Se estiverem amareladas, pode ser que estejam recebendo luz em excesso.

Outra dica que não pode ser deixada de lado é o adubo para bonsais, cuidado imprescindível para que as plantas cresçam e se desenvolvam bem.
É importante salientar também que o bonsai deve ser trocado de vaso sempre que for necessário, ou seja, quando as raízes estiverem ocupando todo o vaso, para que o crescimento da planta não seja prejudicado. Isso ocorre geralmente a cada dois anos.



Por último, é necessário estar preparado caso surjam pragas, sendo o pulgão a mais comum. Para eliminá-lo, misture um pouco de água e detergente e borrife sobre o lugar infectado. Para diminuir as possibilidades de ter seu bonsai atingido por essas pestes, capriche no adubo e, durante as regas, molhe apenas a terra. Fonte: floresonline.com.br

Conheça os tipos de bonsais mais conhecidos e a principal característica de cada um:

Fukinagashi, que significa “Varrido pelo vento”: árvore que tem o tronco e galhos inclinados.

Kengai: apresenta o estilo cascata.

Han-kengai: planta de estilo semi-cascata.

Shakan: tipo de Bonsai que apresenta estilo inclinado, ligeiramente ondulado.



Moyogi: planta de estilo formal e ereto.

Chokan: planta que apresenta estilo informal e ereto.

Alguns exemplos de plantas utilizadas como Bonsai, são: Thuya Jacaré, Salgueiro-chorão, Cedrinho, Pau-Brasil, Gardênia, Jasmim, Azaléia, Pinheiros, entre outros. E as frutíferas: Amoreira, Cerejeira, Jabuticabeira, Laranjeira, Macieira, limoeiro, entre outras.



Mais dicas para manter o Bonsai sempre bonito

O Bonsai pode ser colocado em cozinhas, salas, e até mesmo quartos, mais é essencial que o Bonsai fique perto da janela, onde ele receba luz e esteja sob uma boa temperatura. Sempre que a terra estiver ficando seca é necessário aguar o Bonsai.



Colocando a água devagar ate ela penetrar na terra e sair algumas gotas pelos orifícios. È necessário também à adubação do Bonsai, que pode ser feitas com adubos industrializados ou orgânicos.








O Bonsai pode ser podado mensalmente, recomenda-se que seja feito por um bonsaista com experiência. Com essas dicas você poderá acompanhar o desenvolvimento de seu Bonsai e ter mais contato com a natureza.