BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Violetas: cuidados para mantê-las lindas



Descobertas em montanhas do leste da África no fim do século XIX, as violetas africanas contam com exemplares em todas as partes do Brasil. Essas flores são duradouras e apresentam uma haste central que cresce verticalmente e dá sustentação às flores.

Delicadas e graciosas, as violetas chamam a atenção por apresentar flores miúdas e abundantes e folhas em um tom verde escuro e com textura aveludada. Pequenas, mas muito charmosas, elas são muito coloridas e alegram qualquer tipo de ambiente.

Encontradas em todo o território nacional, as violetas estão entre as espécies mais procuradas por aqueles que admiram flores e entre as mais utilizadas como ornamento decorativo.



É comum encontrar esse tipo de flor em parapeitos de janelas, varandas, dentro de apartamentos, casas, escritórios e em decorações de festas ou como lembrancinhas para os convidados.

De fácil plantio e manutenção, as violetas são flores plantadas que precisam de solos ricos em minerais e temperaturas que variem de 16 a 28ºC. Por não possuírem raízes muito profundas, elas podem ser cultivadas em vasos pequenos, de 12 centímetros de altura.



Outro detalhe importante para quem deseja cultivar violetas é tomar cuidado com a frequência e a quantidade de água utilizada na rega. O excesso de umidade pode apodrecer as raízes e prejudicar o desenvolvimento da planta. Por isso, embora os vasos de plástico sejam os mais comuns, o ideal é cultivá-las em vasos de barro que ajudam a absorver o excesso de água.

Você não deve deixar suas violetas em contato direto com a luz do sol, para evitar que folhas e flores se queimem. À noite, procure deixá-las em um local onde a temperatura não seja muito baixa, já durante o dia elas devem ficar em locais mais frescos e arejados.


As violetas são plantas muito sensíveis, por isso o aparecimento de doenças é comum. Contudo, você pode dar um jeito nisso facilmente. Caso surjam ácaros em suas violetas, eles podem ser combatidos com acaricidas, produtos específicos para esse tipo de praga, encontrados em floriculturas e lojas voltadas para jardinagem e paisagismo.

O aparecimento de cochonilhas também é bastante comum e pode comprometer a saúde da planta. Cochonilhas são aqueles insetos esbranquiçados que aparecem na parte superior e inferior das folhas. Nesse caso, você pode utilizar uma solução caseira para resolver o problema. Retire-os com a ajuda de uma haste flexível, dessas utilizadas na higiene dos bebês. Se a quantidade for muito grande, faça uma infusão com folhas de Alamanda e deixe esfriar, depois limpe as folhas da violeta com o chá e deixe a planta secar na sombra.

Se você quer manter suas violetas sempre bonitas e floridas por mais tempo, uma boa dica é adubá-las periodicamente com uma solução rica em fósforo e potássio. O solo deve ficar sempre úmido, mas não encharcado. É importante também evitar molhar as flores e folhas e utilizar água morna ao regar as plantas no inverno.
Doenças mais comuns



As violetas são plantas muito sensíveis, e por isso, não raro, elas apresentam algumas doenças que devem ser tratadas com produtos específicos e apropriados para cada caso.

Os ácaros, por exemplo, devem ser combatidos com acaricidas. Já para tripes e pulgões, insetos que raspam e danificam folhas e flores, é preciso utilizar inseticidas. Neste caso, você deve tomar cuidado com a quantidade de remédio utilizado, para não prejudicar ainda mais a saúde da planta.

Por ser flores plantadas em vasos, ela pode ter outros tipos de pragas. Se o problema da violeta for aqueles insetozinhos esbranquiçados, conhecidos como cochonilhas, há uma alternativa caseira: limpe as folhas com chá de Alamanda e deixe a planta secar na sombra.

Cuidados básicos para manter a planta saudável e bonita

Muita água pode apodrecer as raízes e prejudicar o desenvolvimento da violeta. Uma boa alternativa é utilizar vasos de barro, os quais ajudam a absorver o excesso de umidade.



Quanto à incidência de luz, o ideal é que a violeta tome no máximo 3 horas de sol pela manhã. Para que a planta cresça por igual, a cada semana gire-a um quarto em direção à luz.

Temperatura e ambiente ideais

Ambientes bem arejados são perfeitos para manter suas violetas sempre saudáveis. Essa espécie de flor deve ser cultivada em temperaturas que variem de 16 a 28º C. À noite, acomode as plantas em um local mais aquecido, e durante o dia elas precisam ficar em ambientes mais frescos.

Produza novas mudas em casa

Retire uma folha da sua violeta, de maneira que ela permaneça com a haste principal. Então, a introduza em um recipiente preparado com um substrato de enraizamento bastante úmido. Você pode utilizar areia de construção, casca de arroz, pó de coco, vermiculita ou perlita.

O importante é manter o recipiente em um local bem iluminado, mas não com incidência direta do sol. Em pouco tempo, a haste da folha apresentará as primeiras raízes e estará pronta para ser plantada em outro vaso, com terra devidamente adubada.



Erros mais comuns no cultivo das violetas

Molhar as folhas e flores: isto pode favorecer o aparecimento de fungos e doenças.
Deixar o solo encharcado: esta prática apodrece as raízes da planta e atrapalha seu desenvolvimento.
Deixar as violetas sob a luz direta do sol: a incidência direta de luz solar pode queimar folhas e flores.

Fonte: giulianaflores.com.br